Golpe do Whatsapp

Ficou com alguma dúvida?

O WhatsApp hoje é um aplicativo obrigatório nos smartphones dos brasileiros. Por outro lado, toda a fama dessa ferramenta fez com que usuários mal-intencionados começassem a usá-la com outros objetivos, como roubo de dados, estelionato ou aplicação de golpes e fraudes.

Saiba como funciona o golpe do WhatsApp

Fale conosco

Ficou com alguma dúvida?

Neste golpe, os fraudadores se passam por representantes de empresas e entram em contato com as vítimas através de números de telefones expostos publicamente em plataformas de anúncios ou através das redes sociais.

As abordagens dos fraudadores podem variar bastante. Quando o número é obtido através das plataformas de anúncio, o mais recorrente é que o fraudador se passe por um falso representante da empresa, informando que está realizando verificações de segurança ou qualquer operação que exija um código de verificação. Já nos casos em que o número é informado através das redes sociais, é comum que o fraudador entre em contato oferecendo algum benefício que seja familiar para a vítima, como, por exemplo, descontos, ingresso para festa, viagens ou promoções.

Independentemente da abordagem, o objetivo é sempre o mesmo: ter acesso ao código de verificação da vítima. E, para conseguir isso, geralmente o fraudador usa como justificativa a necessidade de validar a conta da vítima através do compartilhamento do código de validação enviado via mensagem de texto (sms).

Sem ter conhecimento de que se trata de um golpe, o usuário acaba informando o código recebido por mensagem de texto. Com isso, o fraudador tem acesso à conta de WhatsApp da vítima e, consequentemente, a todos os seus contatos telefônicos. Quase sempre o objetivo do golpe do WhatsApp é pedir transferência de dinheiro para a lista de contatos da vítima, se passando pela própria e alegando estar em alguma situação de emergência. Os pedidos de transferência sempre são acompanhados de dados de contas bancárias de diversos bancos e em nomes de terceiros, sem nenhuma relação aparente com a vítima do golpe.

Quer saber como se proteger do golpe do WhatsApp? Veja as dicas que separamos para você: 

1. Não compartilhe códigos de verificação
Os seus códigos de verificação são de uso pessoal e intransferíveis. Ao compartilhar, você poderá expor suas contas, dados sensíveis, e dar acesso ao aplicativo para os golpistas. E nessas horas todo cuidado é pouco! Então, se alguém solicitar o código de verificação – seja comprador, seja vendedor –, recuse imediatamente e 
denuncie o usuário para nossa equipe de atendimento. Tomaremos as medidas cabíveis analisando caso a caso.

2. Não solicitamos informações via telefone ou chat
Se alguém entrar em contato com você dizendo ser “representante da OLX” via chat ou telefone, ignore e nos acione imediatamente. Nós não fazemos esse tipo de aproximação com o usuário sem aviso prévio. No entanto, pessoas mal-intencionadas roubam nossa identidade de marca para gerar confiança quando estão agindo durante seus golpes. Com isso, se aproveitam da sensação de segurança oferecida pelo contato e solicitam dados importantes e pessoais – justamente aqueles que serão usados para fraudes futuras.


3. Ativa a verificação em duas etapas
Uma das maneiras de evitar golpes no WhatsApp e deixá-lo mais seguro é ativar a verificação em duas etapas do aplicativo. Ela consiste em exigir um código, definido por você, toda vez que um dispositivo não cadastrado for acessar a rede. Então, com a verificação ativada, você sempre terá de digitar o código para entrar em sua conta no WhatsApp Web ou novos smartphones. E ativar o recurso é uma tarefa muito simples, basta seguir os seguintes passos:

1. Abra o WhatsApp;
2. Vá em configurações;
3. Clique em conta;
4. Ative a verificação em 2 etapas;
5. Defina um código de 4 dígitos.

4. Não compartilhe seu número de telefone
Caso algum comprador ou vendedor da OLX peça para continuar a conversa no WhatsApp, questione e prefira ficar no chat de nossa plataforma. Por aqui, conseguimos ter um controle maior de sua segurança e ajudar como for possível em casos de golpes e 
denúncias.

5. Desconfie de perfis com nome OLX
Quando perfis com o nome OLX entrarem em contato com você, desconfie. Nossos canais oficiais possuem selo de verificação e lembre-se que, geralmente, optamos por procurar os usuários via e-mail. Em qualquer conversa, preze pela sua segurança e lembre-se: não participamos, em nenhuma hipótese, de trocas e entregas de produtos ou serviços negociados em nosso chat, tal como não efetuamos nenhum tipo de cobrança direta. Você pode verificar o que a OLX faz e não faz 
aqui. E caso algum dos casos acima aconteça, tome cuidado e entre imediatamente em contato conosco.   

6. Compartilhei meu código de verificação. E agora?
Se por acidente você compartilhou o seu código pessoal de verificação de acesso do WhatsApp, fique calmo. Para evitar golpes e fraudes dentro do aplicativo, mande imediatamente um e-mail para 
support@whatsapp.com descrevendo exatamente o que aconteceu. Apesar do destinatário ser global, a mensagem pode ser enviada em português e deve ter o seguinte assunto: “CONTA CLONADA/ROUBADA”. No texto do e-mail, é essencial colocar o número do celular, em formato internacional:

● + 55 (DDD) (Nº DA LINHA).

Seguiu todos os passos? Agora é só esperar a plataforma retornar seu contato e acompanhar as próximas orientações de como recuperar a sua conta dentro do aplicativo. E fique atento: quanto mais rápido você fizer esse processo, menores são as chances de se efetivarem golpes usando o seu WhatsApp.

Mas cuidado! Alguns golpistas usam sua lista de contatos, se passando por você, para obter informações sigilosas ou praticar estelionato, pedindo depósitos em dinheiro em seu nome. Caso sua conta seja violada, avise imediatamente pessoas próximas. Isso vai evitar que fraudes aconteçam enquanto você recupera o acesso ao aplicativo.

Quer mais dicas de como ter segurança em compras e vendas online? 
Aqui você encontra muitas outras informações para se proteger antes, durante e depois de qualquer transação. Aproveite!

© Bom Negócio Atividades de Internet Ltda. Rua do Catete, 359, Flamengo - 22220-001 - Rio de Janeiro, RJ